22/05/2013

Você sofre de TPM?

A TPM (tensão pré-menstrual) é um conjunto de sintomas físicos, psicológicos e emocionais que muitas mulheres sentem, geralmente de 1 a 2 semanas antes do ciclo menstrual.

Durante cada ciclo menstrual, o organismo da mulher sofre importantes modificações no nível de seus hormônios sexuais, especialmente estradiol e progesterona.

Tais modificações hormonais podem causar efeitos físicos e psicológicos, tais como: alterações de humor, sensibilidade nos seios, dor de cabeça, ansiedade, insônia e outros.


Causas da TPM

A causa mais comum da TPM está relacionada às alterações bioquímicas nos níveis dos hormônios sexuais estrogênio e progesterona. Essas oscilações hormonais podem causar retenção de líquido e de sal no organismo.

Deficiências vitamínicas (como de vitamina B6) ou de ácidos graxos (como o ácido linoléico); assim como hábitos alimentares, estilo de vida, ausência de atividades físicas e stress também podem estar relacionados aos sintomas. Isso por que, ao se fazerem complementações vitamínicas e mudanças no estilo de vida, foram observadas melhoras nos sintomas da TPM.

Alguns pesquisadores acreditam que a deficiência de cálcio e magnésio (que afeta a comunicação entre as células nervosas) ou o baixo nível de açúcar no sangue (hipoglicemia)também pode causar os sintomas da TPM.



Sintomas da TPM

As condições para o surgimento dos sintomas são múltiplas e variam em cada organismo:
- Depressão e pensamentos negativos
- Ansiedade, tensão, nervosismo, excitação
- Fraqueza afetiva, tristeza repentina, choro fácil, sentimento de rejeição
- Raiva ou irritabilidade persistente, aumento dos conflitos interpessoais
- Dificuldade de concentração
- Cansaço, fadiga fácil, falta de energia
- Acentuada alteração do apetite
- Distúrbios do sono
- Sensação de estar fora do próprio controle
- Inchaço e/ou sensibilidade mamária aumentada
- Dor de cabeça
- Dores musculares
- Ganho de peso ou sensação de inchaço


Tratamento da TPM

Por se tratar de uma síndrome, não existe tratamento 100% eficaz já que os sintomas variam muito para cada mulher. Entretanto, existem medidas que ajudam muito:

- Como a TPM está ligada à ovulação, muitas mulheres podem se beneficiar do uso da pílula anticoncepcional (que suspende a ovulação).
- Opte por alimentos mais saudáveis, incluindo na sua dieta mais verduras e frutas, além de praticar atividades físicas.
- Desintoxicação do fígado. O objetivo da desintoxicação é evitar um desequilíbrio nos níveis hormonais, principalmente entre o estrogênio e a progesterona. As funções metabólicas do fígado são muitas: ele está diretamente envolvido no metabolismo dos carboidratos, gorduras e proteínas, além de armazenar vitaminas e minerais na produção de colesterol e hormônios.
- A desintoxicação inclui aumento da ingestão de líquidos, fibras, frutas e vegetais. Além disso, deve-se evitar a ingestão de alimentos que aumentam a formação de toxinas, como carnes gordurosas, açúcar, álcool e cafeína em excesso.
- Experimente suplementos multivitamínicos; ou opte pelos específicos, como vitamina B6, cálcio, óleo de prímula, magnésio, ginkgo biloba, proteína de soja, isoflavonas e vitamina E.
- Auto percepção, autoconhecimento e ajuda mútua são pontos básicos para se resolver os conflitos gerados pela TPM, trazendo melhora significativa na qualidade da vida pessoal, profissional, familiar e social.





Fonte: Saúde e Beleza